Santuário Otaku em perigo!

publicado em  

A área de Osaka conhecida como Nipponbashi, equivalente a Akibahara de Tóquio, oferece aos Otakus a oportunidade de passear por lojas que vendem produtos eletrônicos e DVDs de animes eróticos. No dia 12 de maio, no entanto, um professor de meia-idade foi levado em custódia pela polícia, acusado de filmar o interior da saia de uma jovem de 20 anos. Essa prisão coloca o paraíso Otaku em alerta!

Manabu Wakita, professor de ensino médio de 54 anos de idade, foi detido por suspeita de ter tirado uma foto da calcinha de uma jovem de 20 anos, com uma câmera em forma de caneta, dentro da loja de anime Animar Nipponbashi.

O acusado nega qualquer irregularidade: "Eu simplesmente estava patrulhando a área para ver se não tinham crianças que não deveriam estar aqui". Mas a loja afirma o contrário, ele é considerado um indesejável que simplesmente passeia pela loja, sem qualquer intenção de comprar. "A maioria dos adultos que entram nesta loja são pais de crianças, mas nós sentimos que esse cara era diferente", disse um funcionário da loja.

O professor não se entregou fácil aos oficiais, ele engoliu o cartão SD da câmera. Posteriormente, ele foi recolhido através de procedimentos médicos.

As lojas de animes estão se tornando locais onde encrenqueiros são facilmente encontrados. O proprietário de uma loja de card games revelou que vários clientes cosplays ou do sexo feminino recebem toques não desejados, ou são seguidos e atacados sexualmente.
Comentários