O fenômeno Ikemen!

publicado em  

Os jovens homens japoneses estão finalmente começando a se parecer com seus homólogos do sexo feminino quando se trata de busca por beleza.

Homens hoje em seus 20 ou 30 anos eram ainda adolescentes quando a expressão "ikemen" (homem de boa aparência) se tornava o novo chavão da sociedade. O termo ikemen é o estilo de vida da maioria dos homens nessa faixa etária. Ter uma aparência mais atraente é uma boa forma de compensar a falta de autoconfiança.

Um pasteleiro de 34 anos de idade, em Osaka, é um desses homens. Ele vai regularmente a salões de beleza e gasta por lá cerca de cinco mil ienes (R$ 129) por mês com corte de cabelo, shampoo, barba e limpeza facial. "Se eu estiver despenteado, será constrangedor para quem sair comigo. Eu quero passar uma boa impressão também para os meus clientes", disse ele. Recentemente ele adicionou um novo tratamento a sua lista, o tratamento das unhas. "Eu costumava pensar que era constrangedor homens fazendo tratamentos de beleza. Mas depois que comecei a fazê-los, eu me tornei mais confiante em ser visto por outras pessoas", completou.

De acordo com uma pesquisa realizada no ano passado entre 500 homens com idade entre 25 e 49 anos, na área metropolitana de Tóquio. 37% dos entrevistados entre 25 e 29 anos disseram que estavam interessados em serviços de beleza. 

"Muitas vezes eu procuro ver meu reflexo na janela de um trem", admitiram 18% dos homens do grupo mais jovem de entrevistados.

Um empresário de 28 anos de idade que vive em Tóquio disse que sempre carrega um espelho em sua bolsa. Sua bolsa ainda contém um brilho labial, pinça, espelho de mão e alguns outros itens. "É parte do meu trabalho que prestem atenção em minha aparência", disse ele.

Uma pesquisa recente do governo ressaltou que houve um crescimento na compra de produtos de beleza masculinos em 33%, comparado com o ano anterior.

Mas nem todos estão felizes com esta nova tendência. Um executivo de 50 anos disse: "Os jovens deveriam fazer mais esforços para limpar o que está no interior". E uma mulher de 20 anos comentou: "Me sinto deprimida quando vejo um homem com a pele mais bonita que a minha".
Comentários