Ator compara gays a animais #2

publicado em  

No dia 12 de maio, o comediante Beat Takeshi fez piadas sobre a união homossexual, durante uma discussão sobre o apoio do presidente dos EUA, Barack Obama, ao casamento gay. Dizendo que se ele apoiava o casamento gay, consequentemente ele apoiaria o casamento com um animal. A atriz Eri Watanabe, que também participava da discussão, ficou aparentemente chocada com a declaração (para ler a discussão, clique aqui).

A imprensa local não deu importância para seu comentário, em contrapartida, a imprensa internacional o tratou como homofóbico. Aparentemente, Takeshi valoriza seus fãs que moram fora do Japão, e redigiu uma declaração sobre o seu comentário: "Eu só estava falando de pessoas que amam seus animais de estimação, tanto que eles podem pensar em se casar com eles. De maneira nenhuma eu olho para as pessoas homossexuais da mesma forma que os animais, muito menos o que implica em relações sexuais com animais".

A declaração sugere que não somente suas palavras foram mal interpretadas, mas que elas foram mal interpretadas de maneira lasciva. Sua declaração soa como se ele estivesse acusando a imprensa estrangeira de ter uma mente suja.

As únicas críticas sobre a "piada" do Takeshi no Japão foram de indivíduos e organizações LGBT que disseram que o comediante tinha falta de compaixão. Por outro lado, Watanabe se tornou uma heroína. Em seu blog, ela escreveu que recebeu muitos elogios de leitores que a admiraram por se levantar contra Takeshi. "Eu só disse o que sentia naquele momento", a atriz ainda comentou: "Eu sou heterossexual, mas não decidi ser heterossexual. Isso é determinado pela sua natureza".

Mas durante a discussão no programa de TV, Takeshi também falou que os filhos de um casal homossexual seriam intimidados. Watanabe foi contra tal comentário, dizendo que não era um problema do casal homossexual, mas sim da sociedade. Neste ponto podemos ver que o humor de Takeshi se baseia na opressão dos fracos.

Mas, vamos supor que ele não ridicularizou os gays, mas sim a instituição do casamento. Se como ele diz, existem pessoas que amam tanto seus animais de estimação que querem se casar com eles, ele não está dizendo que o casamento é pouco significativo? Talvez, mas ele estava falando sobre casamentos do mesmo sexo, o que implica dizer que uniões homossexuais são menos significativas do que as heterossexuais. Se Takeshi quer limpar sua barra, e provar que não é homofóbico, ele terá que admitir que fez uma piada infeliz, que para ele pode ser mais difícil do que admitir que é homofóbico.
Comentários
Anônimo  

ta joinha o mundo so tem viado !!!!!!!