Doraemon

publicado em  


Nós, brasileiros fãs de animes, temos o costume de assistir apenas séries voltadas para colegiais ou com alguma temática mais adulta. Isso se tornou uma espécie de "lei" para os otakus tupiniquins. E os animes infantis onde ficam? Na verdade não são nem um pouco valorizados por aqui, nesse meio da internet, e mesmo que alguém quisesse assistir, nem se fosse como curiosidade, seria praticamente impossível encontrar uma versão em português. Um exemplo disto é Doraemon, um doa animes mais populares do Japão, e que sobrevive a mais de 30 anos na TV. Acredito que muitos conheçam esta série por nome, porém são poucos que chegaram a assistir um episódio!

A SÉRIE

Vindo do século 22, Doraemon é uma espécie de gato-robô azul. Ele viaja no tempo para cumprir uma missão: evitar que o garoto Nobita fique pobre e se case com a irmã feia de um de seus amigos! Ele tem uma espécie de bolsa na sua barriga, dela saem as coisas mais bizarras e incríveis. Máquinas futurísticas, automóveis ultramodernos, e eletrodomésticos de multi utilidades. Na verdade essa bolsa não é mágica, na verdade ela é uma espécie de portal para a 4ª dimensão, ligando Doraemon ao século 22. Doraemon não tem orelhas, isso porque estas foram roídas por um rato, pouco depois de sua montagem. Ele chorou tanto por não ter orelhas que acabou ficando azul!

Nobita Nobi é o garoto principal da série, e também o maior perdedor que já se teve notícia. Ele é atrapalhado, chora demais, tira muitos zeros nas provas, não é bom em nenhum esporte, e ainda apanha dos valentões. Na maioria dos episódios da série Doraemon tenta ajudá-lo tirando alguma "máquina" ou "equipamento" de sua bolsa (na barriga), porém sempre acaba criando ainda mais confusão!
A cada episódio sempre trazemos aquela pergunta: O que será que Doraemon vai tirar da bolsa?

A maioria dos episódios de Doraemon são comédias com lições de morais a respeito de valores como: honestidade, coragem, família, respeito aos outros, perseverança, etc. Apesar de tocar em assuntos sérios, os episódios de Doraemon são em si muito leves e leves e divertidos... Alguns até que são meio bobinhos, mas são muito gostosos de assistir.

O anime já possui muito mais que mil episódios, além disso, anualmente sai um filme novo nos cinemas japoneses (no período de férias escolares). A série é exibida pela TV Asahi e é uma das maiores audiências da terra do sol nascente.

TRAJETÓRIA

Doraemon foi apresentado aos japas em dezembro de 1969. Já surgiu com grande impacto, já que foi publicado em 6 revistas infantis diferentes, porém isso tem uma explicação: estas revistas eram divididas dependendo da série em que a criança estudava, estas iam desde o ensino infantil até a quarta série da escola. Criado por Fujiko F. Fujio, a princípio eram criadas cerca de 6 histórias por mês, se adaptando com cada revista. O criador infelizmente já faleceu, porém a série continua forte na TV sem nenhum sinal de que algum dia terá um fim!

O anime estreou na TV japonesa em 1973, porém fez pouco sucesso na Nippon Television. Em 1979 a TV Asahi começou a produzir o anime, e rapidamente o gato-robô ficou incrivelmente popular. A animação foi produzida sem cessar até março de 2005, com os mesmos dubladores da década de 70! Porém, em março de 2005, finalmente os dubladores principais foram aposentados, e a TV Asahi anunciou 5 novos dubladores que a partir de então dariam suas vozes para os personagens principais.

DORAEMON NO BRASIL

Doraemon apareceu no Brasil em 1992, exibido dentro do programa Clube da Criança da TV Manchete. O programa era exibido nas tardes do canal, e era comandado pela Angélica.  Eu não me lembro de quase nada da exibição nacional, até porque tinha lá meus 3 anos de idade! Recordo que assistia assim que chegava da escolinha, portanto acho que era exibido no final da tarde, lá pras 5 horas.

Assim como Digimon, Doraemon também teve sua abertura cantada pela loira, porém a música era cantada no palco do programa. Enquanto a loira cantava a música tema, uma pessoa fantasiada de Doraemon dançava e dava tchauzinhos para a plateia! Sem obter o sucesso esperado pela emissora, logo foi tirado do ar.

A série voltou um ano mais tarde, no mesmo programa, porém agora comandado pela atriz Milla Cristy. Nesta exibição não houve nenhuma música de abertura. Após isso a série sumiu pra nunca mais voltar! Há alguns anos a série estava sendo oferecida a canais brasileiros, porém nenhum demonstrou interesse. Um dos principais motivos da recusa é que o canal que o adquirir tem que levar junto um pacote com cerca de 400 episódios.
Apesar disso, a série é exibida com êxito em países como Chile e Argentina.

CRÍTICA

Doraemon tem uma fórmula simples, e conquista facilmente jovens e adultos. A história em si é muito cativante, com personagens com características únicas. Assistir a série é como viajar no tempo, para uma infância gostosa, repleta de sonhos, de aventuras e a imaginação a mil! Muitas vezes reconheci muitos dos meus sonhos de infância saindo da bolsa do Doraemon... O bom é saber que existem desenhos como esses para incentivar a imaginação, além de levar consciência social, ambientais e "lições de moral" para as crianças. Talvez não só para as crianças, até porque nós, jovens e adultos, ainda temos muito que aprender no que diz respeito a conviver harmoniosamente com os outros e com o ambiente a nossa volta.

Doraemon é sim um anime infantil, e espero que nunca deixe de ser. Pelo menos pra mim, poder assistir as confusões de Nobita, e ver o que mais de estranho irá sair da bolsa de Doraemon, é lembrar um passado que não volta mais. E pelo fato de não mais voltar, tem que ser lembrado e comemorado como uma boa época da vida.
Comentários