O que é Otaku? - aula 2

publicado em  

Oii!! Como vão vocês meus queridos alunos?
Bom vamos iniciar a aula de hoje, continuar a de ontem?! Todos em seus lugares e prestando atenção ^^
No Ocidente
Nos Estados Unidos, o termo chegou em 1992 com o animê Otaku no Video (uma mistura de animê e documentário que mostrava a vida dos vários tipos de fanáticos em animação na época) e foi difundido pela revista informativa Animerica como um termo para identificar indivíduos fanáticos como aqueles retratados na animação supracitada. Assim como ocorreu com os trekkers, os otaku foram considerados uma subdivisão da subcultura nerd e o termo passou a ser usado de forma pejorativa, designando aqueles que são totalmente fanáticos por um elemento dessa subcultura — no caso, animação e quadrinhos japoneses. O termo foi se popularizando conforme os animês se popularizaram, e graças à Internet, o termo se espalhou pelo mundo, e pouco a pouco seu sentido foi modificado conforme se espalhava.

Mesmo que em muitos países o termo otaku seja usad
o como sinônimo para fã de animês e mangás, em muitos lugares ainda se utiliza o seu significado original, como por exemplo, na Austrália. É necessário certa cautela quanto ao uso do termo, pois a multiplicidade de sentidos que ela possui pode gerar conflitos desnecessários.

No Brasil
Este termo foi primeiramente introduzido no Brasil provavelmente pelos membros da colônia japonesa existente no país, mas ficou restrito às colônias e ao seu sentido original (o tratamento respeitoso na segunda pessoa, literalmente sua casa ou sua família). Porém, o sentido mais novo foi introduzido na época da "explosão" de dekasseguis, ocorrida no final da década de 80, quando o termo já havia adquirido seu sentido pejorativo e o fluxo de dekasseguis do Brasil para o Japão se intensificou.

Porém, a popularização do termo, e em certa medida até mesmo dos animês e dos mangás no país se deu graças a primeira revista especializada de animes e mangás no Brasil — a Animax. Em tal revista utilizou-se provavelmente pela primeira vez a palavra otaku no mercado editorial brasileiro para agrupar pessoas com uma preferência por animação e quadrinhos japoneses. Como pôde ser percebido mais tarde, o significado original do termo e a visão pouco favorável que a sociedade japonesa tinha dos otaku não foi citada: o termo fora citado na Animax como sendo somente um rótulo utilizado por fãs de animês e mangás no Japão, e este foi o estopim da grande polêmica.

A omissão de explicações precisas sobre o termo e a posterior popularização de seu sentido já distorcido teve repercussões logo de início: fãs de animês mais velhos e membros da comunidade japonesa que conheciam o sentido original do termo otaku antes da popularização do mesmo foram os primeiros a protestar contra a popularização da distorção do significado da palavra, sendo prontamente rotulados de antiotakus, por supostamente "transformar o termo em algo pejorativo". As discussões sobre o termo dentro da comunidade de fãs de animês se iniciaram, sendo esta a primeira possível polarização aceitável como tal dentro da comunidade: muitos membros se denominavam como "fãs de animês" em tentativa de escapar do rótulo de otaku, por saberem do significado pejorativo que a palavra carrega e admitirem tal significado como o correto; enquanto outra parte se denomina prontamente como otaku e prega que não há sentido pejorativo na palavra.

As discussões continuam até o momento presente, em locais que vão desde fóruns especializados em animês e mangás a comunidades no Orkut, mostrando ainda um traço de polarização em relação ao termo e nenhuma conclusão em definitivo sobre o mesmo. Nos últimos anos, porém, é cada vez mais comum ver programas através dos meios de comunicação utilizando a palavra otaku em seu sentido alterado, posto que a grande maioria não conhece a história do termo, e são justamente estes que recebem mais atenção da mídia.

Bom terminamos aqui a aula de hoje, espero q tenham gostado, e se tiverem alguma duvida, sobre esse universo, vocês podem fazer suas sugestão que a Sensei aqui irá tirar suas duvidas, mas que seja sobre a matéria, o nosso mundo de animes e mangás e das coisas relacionadas a esse universo. E lembrando as aulas serão dadas de segunda à sexta, com excessão de finais de semana e feriados, ondem meus alunos poderão ver aquilo que quizerem, e espero também poder contar com a presença de todos em todas as aulas se possivel, diariamente u.u!

Arigatou!! Sayonara!!

Shinigami Sensei responde:

Henrique: Eu so um Otaku a um tempo e todos dizem que para ser Otaku tem que conhecer pelo menos 3 animes (eu não me importo afinal conheço uns 10 animes), se alguém consiguir tira minha duvida por favor !!!!!!!!!

Olá Henrique, claro, como sua sensei é meu dever tirar suas duvidas ^^. Pois então ser otaku não se trata apenas em quantos animes ou mangás você tenha assistido na vida, e sim é sua dedicação e carinho por essa cultura, em verdadeiramente amar e curtir de coração, e aliás, você tem de conhecer a história completa de seus animes favoritos, também não adianta só conhecer Naruto e se dizer otaku, tenho certeza que mais para frente você vai ir conhecendo mais e mais animes e nem vai se preocupar quando lhe dizerem uma coisa dessas, e ai seus amigos não vão poder dizer nada.

Se tiverem mais duvidas estarei sempre disposta a respondê-las. ^^
Comentários
Henrique  

Adorei como vc me respondeu e vc esta certa mas... vc conheçe algum site de cultura japonesa? A unica coisa q eu sei são animes e Origamis.
Tirando o www.aprendendojapones.com q eu ja vi e posso dizer (acho) q eu recomendo a todos q se interessam por japonês entrarem no site pois é muito legal.