Conheça Toriko

publicado em  

A primeira publicação de Toriko ocorreu em maio de 2008, logo o mangá é bem novo, contando com apenas 5 volumes encadernados e continua em publicação. Serializado na famosa Shonen Jump, o modesto Toriko fez um sucesso considerável e rapidamente se tornou o quarto mangá mais popular da maior revista shonen do Japão.

E não parou por aí: Toriko ganhou um episódio especial que foi exibido na Jump Festa 2009, então as chances desse título receber uma versão para a televisão são gigantescas, uma vez que todas as séries exibidas nesse evento receberam sua versão televisiva, como por exemplo, One Piece, Gintama e Hunter x Hunter.

Será que todo esse sucesso é realmente merecido ou os japoneses estão começando a se cansar das intermináveis aventuras de Luffy, Naruto e Ichigo? Leia a matéria abaixo e tire suas próprias conclusões!

História
Nos dias atuais, não existe algo mais importante do que se deliciar com uma carne suculenta e apetitosa, porém, os sabores mais exóticos são extremamente difíceis de serem encontrados. Para isso existem os "Bishoku-Yas" (Fornecedores de comidas luxuosas). Contando com uma força extraordinária e habilidades descomunais, esses fornecedores tornam-se aptos a caçar feras poderosas, vendendo sua deleitável carne para os amantes de uma saborosa refeição.

Nesse contexto, somos apresentados ao personagem principal da trama: Toriko. Comilão e cômico, o Bishoku-Ya Toriko sonha formar a refeição suprema, desta forma, ele precisa fazer um cardápio com os melhores ingredientes.

Logo no primeiro capítulo, Toriko foi contratado para caçar uma espécie difícil de ser abatida. Tratava-se do Crocodilo Galala, uma fera cujo nível de captura é 5 e até mesmo o personagem principal da trama reconhece que a missão é complexa. Ao lado do cozinheiro Komatsu, o protagonista consegue derrotar o crocodilo demonstrando seu poder e conhecimento. Então o fraco cozinheiro torna-se amigo de Toriko e juntos procuram diversos tipos de alimentos.
Como não poderia deixar de acontecer, ambos conhecem novos amigos e antagonistas e é nesse ponto que o mangá começa de verdade.

Personagens
Toriko: É bastante famoso e faz parte de um grupo chamado "Quatro Reis Celestiais". Além disso possui uma força incrível, é comilão, reside em uma casa feita de sobremesas (!) e sonha preparar a refeição suprema, algo que possui um gosto indescritível.
Komatsu: É cozinheiro de um renomado restaurante e seu maior objetivo é se consagrar como um grande mestre-cuca. Komatsu é fraco e medroso, embora possui um grande conhecimento sobre diversos tipos de refeições.

Sani: Assim como Toriko, Sani tem uma força espantosa, mas sem dúvida sua maior arma são seus fios de cabelo que podem levantar até mesmo 50 quilos. Também faz parte do grupo dos Quatro Reis Celestiais.

Coco: Diferentemente de Toriko e Sani, Coco não gosta de usar força bruta, pois é um grande estrategista, sem mencionar que tem um bom poder defensivo. Vale ressaltar que além de fazer parte dos Quatro Reis Celestiais, ele ganha a vida como cartomante.mat

Quem é o "pai" de Toriko?
Mitsutoshi Shimabukuro nasceu no dia 19 de maio de 1975 em Okinawa, Japão. Ele estreou no mundo dos quadrinhos no longínquo ano de 1996, mas apenas no ano seguinte conseguiu emplacar uma série de sucesso na Shonen Jump com a publicação de "Seikimatsu den Leader Takeshi!" que rendeu 24 volumes e foi encerrado apenas em 2002. Graças ao seu competente trabalho, Mitsutoshi recebeu em 2001 o renomado Shogakukan Manga Award na categoria infantil.

A nota triste fica por conta do escândalo no qual o autor se envolveu. Em 2002 Mitsutoshi foi preso e condenado por prostituição infantil. De acordo com a investigação, o autor teria se encontrado com uma jovem de 16 anos e supostamente pagou cerca de 80.000 ienes para ter relações sexuais com a adolescente. A repercussão foi imensa e o promissor mangaká chegou a ser retirado da grade da Jump.

Por mais incrível que pareça, Mitsutoshi deu uma reviravolta em sua vida e hoje está desfrutando o gosto do sucesso. Seu novo título é um dos hits da Shonen Jump ao lado da trinca formada por One Piece, Naruto e Bleach.

Aspectos favoráveis e contrários
"Toriko" tem muitos pontos positivos. Um bom exemplo é o traço do autor. Muitas pessoas podem achar estranho no início, pois o traço não é tão belo como os desenhos de Takeshi Obata (Death Note e Hikaru no Go), mas Mitsutoshi fez um bom trabalho nesse quesito, afinal, algumas cenas são bem caricatas e outras possuem um certo grau de detalhismo, principalmente quando alguma criatura está furiosa. Resumindo, os desenhos se encaixaram no tema proposto. Os personagens atípicos também são um charme da série, onde os mesmos provocam cenas bem hilárias.

Devo admitir que a história tem uma premissa fraca, no entanto, como a mesma ainda não se desenvolveu não posso fazer uma análise construtiva. O roteiro me lembra bastante algo pouco explorado por Hunter x Hunter: Os caçadores Gourmet. Comparações são inevitáveis, contudo aconselho não fazer isso, porque "Toriko" consegue ter uma identidade própria.

Como já é de praxe nas histórias da Jump, alguns clichês são facilmente encontrados. O mais visível foi aplicado no protagonista, aquele onde o sonho de alguém é que faz o enredo andar. Chateia um pouco o fato de mais um protagonista da Jump almejar alguma coisa, todavia essa é uma fórmula que consagrou muitos títulos e o Mitsutoshi não pensou duas vezes em usá-la e a meu ver, ele poderia ter bolado um objetivo melhor para o Bishoku-Ya Toriko.

Os primeiros capítulos servem para apresentar melhor os personagens, sendo que alguns são bons e outros nem tanto, pois como Toriko tem um grande conhecimento e uma força excessiva, o mesmo acaba derrotando as criaturas com facilidade. Sejamos francos: Qual é a graça de ver Toriko derrotar criaturas mais fracas? Absolutamente nenhuma.

Finalizando
"Toriko" ainda não fez por merecer todo esse repentino sucesso. É verdade que a série, apesar dos problemas, possui um grande potencial. É cedo para afirmar se conseguirá manter um bom nível ou se vai ser um sucesso incontestável, mas o mangá consegue divertir o seu leitor e isso é mais importante.

Texto: Raphael-san
Comentários