Especial: Street Fighter 2 Victory - parte 4

publicado em  

Street Fighter 2 Victory não pode ser considerado um fenômeno mundo afora, apesar da franquia ser forte, o anime tem diversas falhas que acabam o deixando meio monótono e cansativo. Com apenas 29 episódios produzidos, o anime seria exclusividade japonesa, porém algo aconteceu... No final da década de 90, o SBT adquiriu da Columbia Pictures uma animação que estava sendo produzida nos EUA da franquia Street Fighter (que, aliás, foi exibida no Brasil e tinha como personagem central o Guile). Porém a animação estava demorando em chegar ao país, e a empresa tinha que cumprir o compromisso com o Brasil, eles então tinham nas mãos o desenho japonês, recém produzido, intitulado Street Fighjter 2 Victory, e logo ofereceram ao SBT como uma forma de desculpas pela demora com a animação americana. Titio Sílvio Santos aceitou, e deixou nas mãos da Máster Sound o trabalho de dublá-la! A série foi exibida diariamente dentro dos infantis do canal, obtendo muito sucesso. A série foi ao ar na íntegra, sem cortes de violência ou coisas do tipo, e logo se tornou sucesso entre as crianças (e mais velhos ;p). Tanto a abertura, como o encerramento, ganharam uma excelente dublagem. O anime foi ao ar até meados de 1999 dentro do Sabádo Animado.
Na terceira parte deste especial, falei sobre o primeiro destino de Ryu e Ken, após decidirem viajar pelo mundo em busca de desafios: Hong Kong. Após saírem da cidade que conheceram Chun-Li, os dois resolvem ir para a Tailândia, porém Ryu acaba sendo preso, sendo vítima de um criminoso que colocou drogas em sua mochila, sem ele perceber. Na prisão ele encontra Sagat, que após lutar com o garoto, lhe indica Dhalsim, quem poderia ensinar algo sobre a arte do Hadouken, da qual ele ficou tão interessado em Hong Kong. Na Índia eles acabam encontra Dhalsin, porém ele parece não querer ajudá-los. Porém ao arriscarem suas vidas na Caverna do Demônio, para salvar a aldeia dele, acaba ganhando a confiança de Dhalsin, qual acaba lhes ensinando a arte dos Shakras, o que seria o primeiro passo para nossos heróis controlarem o Hadouken.
O primeiro a controlar a técnica Hadouken é Ryu, que a utiliza com movimentos com as mãos, no maior estilo Dragon Ball, num golpe chamado Hadou. Ken conseguiu controlar a técnica quase no final d anime, porém esta foi essencial para que tanto ele, como Ryu e Chun-li conseguissem escapar vivos, e não morrerem antes do anime chegar ao fim (;p). Seu golpe é diferente do de Ryu, pode ser considerado mais fraco. Sua técnica é chamada Shoryuken!
Comentários